Central de Atendimento: [email protected] | Perguntas Frequentes

Área do Aluno


ou



Cosméticos Utilizados em Procedimentos Estéticos Faciais

Os cosméticos são substâncias, misturas ou formulações que são utilizadas para melhorar ou proteger a aparência do corpo humano.

Geralmente, esses produtos são classificados para o uso de higiene e cuidado pessoal.

Os produtos cosméticos contam com os princípios ativos como principais ingredientes, afinal, são eles que terão a ação desejada para o tratamento estético.

Os princípios ativos dos cosméticos apresentam diversas funções, entre elas, a higienização, hidratação, nutrição e tratamento para o envelhecimento precoce.

Cada componente utilizado nos cosméticos tem a sua importância e ação, por isso, é necessário fazer o uso adequado de cada um deles.

Para que o cosmético funcione, é necessário que ele seja capaz de penetrar na pele, quando essa penetração é feita de maneira ineficiente, provavelmente os efeitos esperados não serão atingidos.

Por outro lado, a penetração excessiva pode gerar a absorção sistêmica do ativo que pode prejudicar a saúde do usuário.

Tipos principais de cosméticos 

Os cosméticos podem ser classificados em 4 principais tipos, sendo eles:

  • Cosméticos naturais
Para ser considerado como cosmético natural, o mesmo deve ser composto por pelo menos 5% de matérias-primas orgânicas certificadas. 

Os outros 95% pode ser composto por água e matérias-primas naturais não certificadas ou permitidas em formulações naturais.

  • Cosméticos orgânicos
Para ser considerado como cosmético orgânico, apenas 5% da matéria prima podem ser naturais não certificadas ou permitidas para formulações orgânicas.

Os outros 95% devem ser matérias primas orgânicas certificadas. 

  • Cosméticos sustentáveis
Cosméticos sustentáveis são aqueles que têm o seu processo de desenvolvimento, fabricação e descarte pensando no meio ambiente.

Entre as práticas mais comuns, as empresas costumam adotar embalagens recicladas e matérias primas de fontes que não causam danos ao meio ambiente, com a extração consciente.

  • Cosméticos multifuncionais
Bastante conhecidos e adorados pelos apreciadores do cuidado com a pele, os cosméticos multifuncionais são aqueles que apresentam mais de uma função ao mesmo tempo. 

Então, por exemplo, podemos nos deparar com protetor solar que conta com uma cobertura que mimetiza a base para o rosto, deixando a pele da pessoa uniforme e protegida.

Principais componentes dos produtos cosméticos

Além do princípio ativo que fornece a característica principal e final ao produto, os cosméticos contam com uma gama de substâncias em sua formulação.

Vejamos quais são eles:

  • Aditivos
Os aditivos são as substâncias que fazem parte da formulação cosmética, contribuindo para o aumento da sua vida útil, além de conferir cores, texturas e cheiros característicos ao produto.

Os aditivos podem ser:

  • Corantes ou pigmentos 
Esses aditivos podem ser de origem natural ou sintética, tendo como objetivo colorir o produto para tornar mais interessante ao público.

  • Fragrâncias 
As fragrâncias podem ser formadas por compostos aromáticos, naturais ou sintéticos que atraem as vias olfativas.

  • Conservantes
Os conservantes têm como função proteger os cosméticos de possíveis contaminações microbianas (bactérias, fungos e vírus) e de oxidações indesejáveis.

Dessa forma, pode ser assegurado o prazo de validade, de forma a oferecer uma maior segurança ao usuário. 

  • Produtos de correção
Muitas vezes, os cosméticos em sua forma pura não apresentam as características esperadas para o padrão. Por isso, são adicionadas matérias-primas para esse ajuste.

Os produtos de correção podem ser:

  • Corretor de pH
O corretor de pH tem como objetivo tornar o pH da formulação adequado ao uso em seu local de aplicação;

  • Espessante e estabilizante
O espessante e estabilizante tem como função impedir a mobilidade da fase aquosa, alterando sua viscosidade.

Além disso, esse aditivo ainda auxilia a impedir o rompimento da emulsão.

  • Emulsionante
Esse aditivo tem como função promove a mistura das fases aquosas e óleos, formando micelas com grupos hidrofílicos e lipofílicos;

  • Umectante
O umectante é um produto capaz de reter a água na formulação cosmética para que a superfície da pele se mantenha úmida.

  • Emoliente
Aditivo que ajuda na hidratação da pele e cabelos, conferindo um melhor desempenho final do produto. 

  • Sequestrante ou quelante
São capazes de retirar os íons indesejáveis da formulação.

  • Veículos
Os veículos são aditivos que são a base do produto, Os veículos são os mais diversos, podendo ser água, álcool, óleo, propilenoglicol, emulsões, e muito mais. 

Classificação dos cosméticos

A RDC nº 79, de 28 de agosto de 2000 da ANVISA é a regulamentação responsável pela fiscalização dos cosméticos em todas as suas fases, desde o momento da sua elaboração até sua comercialização.

Tendo em vista essas atribuições, a RDC 79 classifica os cosméticos de diferentes formas, sendo elas por:

    • Classe de produtos
    • Função
    • Risco sanitário 
    • Forma de apresentação dos cosméticos. 
    Vejamos agora em detalhes sobre cada um desses grupos.

    • Classe de produtos
    Os cosméticos podem ser classificados de acordo com o seu tipo, em grandes classes que abrangem diversas marcas e formulações.

    Esses produtos cosméticos podem ser perfumes, produtos de higiene, produtos de uso infantil entre outros.

    • Função
    Os cosméticos têm como funções principais higienizar, proteger, revitalizar, reparar, maquiar e até mesmo enfeitar o rosto do usuário.

    Com os avanços na biotecnologia e a revolução na indústria de cosméticos, esses produtos deixaram de ter uma única função e passaram a literalmente serem conhecidos como produtos multifuncionais.

    Então, por exemplo, é muito fácil encontrar nas farmácias hidratantes que tonificam a pele, promovem maciez, perfume agradável.

    Ou até mesmo dermocosméticos completos, voltados para reparação, hidratação, proteção e clareamento de manchas no rosto.

    Vivemos na era dos produtos que possuem funções diversas, com uma atuação cada vez mais eficiente na pele.

    • Risco Sanitário
    Os cosméticos podem ser classificados de acordo com o risco sanitário.

    Esses riscos são oferecidos ao usuário quando ele utiliza o produto de forma diferente do indicado pelo fabricante. 

    Os riscos sanitários podem ser classificados nos seguintes graus:

    Grau 1
    Cosméticos de grau 1 oferecem baixo risco para o usuário, sendo produtos com propriedades básicas, que não necessitam de comprovação da eficácia.

    Esses produtos também não precisam ter em seus rótulos informações detalhadas e até mesmo restrições.

    Os produtos de grau 1 mais conhecidos e comercializados são os shampoos, condicionadores, hidratantes, maquiagem e sabonetes.

    Grau 2 
    Por outro lado, os produtos que apresentam grau 2 apresentam um potencial risco ou risco máximo para o usuário.

    Esses produtos devem ser indicados por profissionais, tendo a sua eficácia e segurança devidamente comprovados, através de estudos científicos.

    Os produtos de grau 2 precisam ter em seus rótulos todas as informações de modo de uso e restrições.

    Temos como exemplo de produtos grau 2 fórmulas anti acne, protetor solar, shampoo anticaspa, tônicos para queda de cabelo, clareadores faciais e cosméticos antienvelhecimento, entre outros. 

    Forma de apresentação dos cosméticos

    Os cosméticos apresentam diversas finalidades, existindo produtos para as mais diversas regiões do corpo.

    Nesse cenário, os cosméticos podem apresentar várias formulações que se enquadram de acordo com o local em que é aplicado.

    Os cosméticos podem se apresentar no formato de loções, óleos, sérum, emulsões, géis, suspensões, pomadas, pós e aerossóis, por exemplo.


    Este artigo pertence ao Curso de Estética Facial Básico

    Faça o Curso completo grátis!!
    Cursos Escola Educação © 2014 - 2021. Todos os direitos reserva